Ser seu próprio patrão, ter liberdade financeira e autonomia, tudo isso motiva as pessoas a se tornarem empreendedoras. Contudo, o fato é que, enquanto muitas pessoas sonham em ter todas essas coisas, a maioria nunca dará os primeiros passos para se tornar um empreendedor, por que não?

Bem, para muitos de nós, criar uma ideia que vale “milhões” é fácil, implementá-la não é. E parte desse pensamento nasce pela falta de conhecimentos básicos de gestão. Afinal, para empreender com sucesso é necessário ter metas audaciosas, mas, principalmente, é necessário saber como desenvolver e crescer com sustentabilidade —  nesse caso, conhecimentos de gestão são cruciais para que novos empreendedores conquistem seus objetivos.

Os conhecimentos necessários variam de negócio para negócio, mas as dicas gerais de gestão se aplicam a todos os empreendedores iniciantes. Por exemplo, todo empresário sabe que é preciso dedicar-se e aprender com os próprios erros em uma jornada empreendedora. E também ter paixão pelo que se faz, afinal, como disse Dale Carnegie: “Sucesso é conseguir o que você quer, e felicidade é gostar do que você conseguiu.”  Por isso, a seguir, confira nossa seleção de dicas de gestão para empreendedores iniciantes!

1. Seja prático sobre o seu dinheiro

A primeira e mais importante coisa que todas as pessoas e futuros empresários devem ter em mente está relacionada à praticidade quando se trata de dinheiro. É um erro comum que a maioria dos empresários faz quando se trata de gerar fundos e gerenciar lucros. Em vez de manter o foco no cenário atual e nas necessidades financeiras que realmente auxiliam na construção da empresa, os iniciantes costumam se ocupar pensando no futuro, em como ganharão dinheiro. O planejamento é bom, mas o foco é muito importante e você precisa primeiro construir seu presente em vez de pensar no futuro.

Tome dinheiro como oxigênio, quanto dinheiro você precisa para manter seu negócio ativo e quanto tempo você vai usar o mesmo? Você tem muito do fundo em sua conta através do qual você pode custear as despesas básicas associadas ao seu negócio, como aluguel, folha de pagamento e despesas gerais? Esse é o maior problema para todos os empreendedores de primeira viagem. Eles devem se certificar de que suas ações devem responder ao “sangramento dos fundos” que ocorrem antes de começar a obter lucros.

2. Perceba que a construção de um negócio é um enorme compromisso de tempo

A primeira coisa que o empreendedor iniciante deve ter em mente é que, ao iniciar um negócio próprio, você está permitindo que você faça o maior esforço possível para construir o seu negócio. Isso significa que você não deve perder seu tempo investindo esforços em qualquer atividade errada, mas sim usar toda a sua criatividade e energia para construir sua marca.

Muitas vezes, ser um empreendedor iniciante significará abrir mão de fins de semana assistindo seriados, de festas e encontros com os amigos. Mas, em vez disso, poupar seu tempo e energia e investir em leituras, treinamentos, palestras e encontros que funcionem em torno do crescimento do seu negócio. É um grande sacrifício, com certeza, mas para atingir seu objetivo, você precisa assumir um compromisso mental que será completamente dedicado ao seu negócio.

Na verdade, você deve se perguntar qual o tamanho de um negócio que está planejando ter. Quanto maior o negócio, maior deverá ser essa dedicação integral, mas quando alcançar seus objetivos, esse esforço todo valerá muito a pena, aí você pode se preparar para delegar!

3. Avalie sua ideia

Em qualquer lista de dicas para empreendedores, isso deve sempre ser classificado como essencial. Você tem uma ideia de negócio que funcione? Boas ideias de negócio farão pelo menos uma das seguintes opções.

A. Tornar a vida de uma pessoa mais fácil / melhor – O computador tornou a comunicação muito mais fácil, especialmente em longas distâncias.

B. Economize tempo ou dinheiro para as pessoas – O advento da lavadora de roupas salvou incontáveis ​​horas para lavar item por item.

C. Agrega valor a um produto existente – O valor dos computadores domésticos realmente aumentou com o desenvolvimento de softwares. Processadores de texto, softwares contábeis e fiscais, planilhas etc.

4. Faça pesquisa de mercado

Você não precisa apenas conhecer seu produto ou serviço por dentro e por fora, mas também precisa conhecer seu cliente por dentro e por fora.

Para quem você está fazendo marketing? Qual é o benefício que você ou seu produto está dando a eles? Qual é a maior reclamação sobre seu produto ou serviço atual? O seu resolve esse problema? Quão grande é o mercado para o seu produto ou serviço?

Através de pesquisa de mercado, você deve ser capaz de responder a todas essas perguntas.

5. Pense em branding

Não pense apenas em branding como logo ou slogan. Branding é o jeito que você vai se diferenciar da concorrência. A marca é o que torna você ou seu produto único. Em última análise, a marca é o motivo pelo qual os clientes escolhem seus produtos acima da concorrência.

Não importa como você decida se identificar, vai levar tempo e consistência, então comece imediatamente!

6. Faça projeções financeiras

Lembre-se da pesquisa sobre a qual falamos antes? Aqui é onde vem a calhar. Você vai ter uma boa ideia de quais serão exatamente seus custos iniciais.

Coisas como inventário, marketing, logística, aluguel, utilitários devem estar todos lá, mas também certifique-se de que você está respondendo por coisas como um salário (modesto) para si mesmo, você precisa ser capaz de viver enquanto está começando.

Banner E-book Dale Carnegie

Seguro, honorários legais e profissionais, questões e preocupações que exigem consultoria especializada são obrigados a aparecer no primeiro ano do negócio.

7. Desenvolva um plano de marketing

Os dias em que “se você construir uma ratoeira melhor, o mundo abrirá um caminho até a sua porta” acabaram. Atualmente, o marketing é o que determina o sucesso de um negócio.

Primeiro, é necessário definir o seu mercado, você está montando um negócio para vender em um local físico ou será uma loja virtual para venderprodutos ou serviços online (Software, Serviços de Consultoria)? Bem, sua estratégia de marketing dependerá desses e de outros fatores.

8. Configure um plano de vendas

Enquanto um plano de marketing é focado em como atrair as pessoas interessadas em seu produto, o foco do plano de vendas é transformar esse interesse em receita.

O tipo de plano de vendas que você desenvolve deve estar diretamente relacionado ao que você está comercializando. Se é um novo produto nunca antes visto, ter uma força de vendas física que pode sair e mostrar o produto demonstrando como ele funciona pode ser útil.

Por outro lado, se é um software ou um serviço de consultoria, é provavelmente muito mais eficiente construir um site com um bom funil de vendas.

9. Configure um espaço de trabalho

Não importa se você vai trabalhar sozinho em casa ou se terá vários funcionários. Você precisa de um espaço de trabalho profissional.

Se isso envolver o aluguel de escritórios, você provavelmente precisará de um depósito de segurança, aluguel do primeiro mês, bem como depósitos e taxas para serviços públicos.

Se você está trabalhando fora de sua casa, reserve uma área dedicada ao trabalho. Deve ser um lugar que você pode trabalhar sem interrupções e silencioso o suficiente para que você possa fazer ligações profissionais sem interferências de latidos e bebês chorando.

10. Avalie e ajuste constantemente

Agora você precisará avaliar e colocar em prática os ajustes conforme necessário.

Não existe uma linha reta para o sucesso nos negócios, e mesmo os melhores planos atingem os obstáculos da estrada.

Seu trabalho como empreendedor é reconhecer os solavancos antes que eles danifiquem o carro. Lembre-se de que é sempre melhor captar problemas cedo demais do que tarde demais.

Avaliar, ajustar, monitorar, repetir.

11. Cuide da gestão do tempo

Por último, mas não menos importante: cuide bem do seu tempo. E listas com prioridades são fundamentais para a gestão do tempo. A gestão eficaz do tempo é importante para qualquer pessoa, mas é absolutamente crucial para os empreendedores iniciantes.

Isso parece bem básico, certo? As listas são enormes! Dependendo do que funciona para você e sua empresa, talvez seja necessário fazer listas semanais e diárias de coisas para realizar. Aqui estão algumas coisas que você precisa considerar ao criar suas listas:

  • Quais são suas prioridades diárias?
  • Quais são seus objetivos semanais?
  • O que você precisa fazer hoje ou esta semana para expandir seus negócios?

Aqui estão alguns exemplos:

  • Fechar negócio com o cliente;
  • Postar nas Mídias Sociais;
  • Configurar reunião com cliente em potencial.

Você precisa revisar essas listas no início ou no final de cada dia (ou no final da semana) e ver o que você tem e não completou. Qual sua dica favorita de sucesso para empreendedores? Compartilhe abaixo na seção de comentários.

E se você deseja investir mais em você para se tornar um empreendedor de destaque, se quer aprender como iniciar seu próprio negócio, desenvolver habilidades empreendedoras-chave ou trazer novas ideias e energia para sua organização atual, conte com os treinamentos da Dale Carnegie.

Banner E-book Dale Carnegie - Relações Interpessoais