Todo mundo gosta de ser benquisto. Entretanto, para quem assume posições de liderança, ter a simpatia da equipe é essencial para a boa condução do time. Fazer com que as pessoas gostem de você não apenas estreita relações, mas faz com que se crie identificação e confiança, essenciais para quem almeja ser um líder inspirador.

A psicologia já se debruçou sobre os fatores que podem despertar a simpatia imediata nas pessoas e como fazer para ser bem lembrado. Esse, por sinal, é um dos temas centrais do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas” do célebre escritor norte-americano Dale Carnegie. Através de histórias que ele presenciou ou ouviu, transmite lições importantes sobre como conquistar a afeição de todos ao nosso redor, não apenas no âmbito profissional, mas em todas as áreas da vida.

Neste artigo, reunimos as mais importantes lições de Dale Carnegie que vão ajudar você a repensar sua postura e se tornar uma pessoa muito mais admirável e que, ao ser lembrada, traz boas sensações àqueles que já tiveram a sorte de cruzar o seu caminho.

Simpatia: qual o segredo?

Há séculos, filósofos e cientistas se perguntam: o que forma a nossa personalidade? O que faz com que algumas pessoas sejam naturalmente mais extrovertidas e simpáticas? Genética, meio social ou criação? Embora um estudo feito em parceria com a Universidade de Cambridge mostre que há uma relação entre simpatia e o formato do cérebro (você pode ler a pesquisa, em inglês, neste link), a resposta está longe de ser definitiva.

O que se sabe é que existem gatilhos que podem ativar reações positivas naqueles com os quais lidamos. O sorriso, claro, está entre os fatores que fazem as pessoas ficarem mais à vontade na nossa presença. Mas, mesmo o sorriso pode fazer com que se desperte sensações negativas. Um experimento conduzido por cientistas da Escola de Negócios Universidade do Kansas mostra que pessoas de sorriso largo e sempre presente podem até ser consideradas mais calorosas, em contrapartida, também avaliadas como menos competentes.

Com base nesses estudos, parece difícil conseguir agradar a todos. Mas, isso não é verdade. Existem, sim, formas que são universalmente bem recebidas e que podem ser exercitadas e aprimoradas ao longo da vida.

Dale Carnegie: 4 ensinamentos para fazer as pessoas gostarem de você

Conheça agora os ensinamentos de Dale Carnegie que vão ajudá-lo a desenvolver o magnetismo pessoal e a simpatia. Você encontra essas e outras lições no livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas” que, mesmo lançado em 1936, ainda segue atual como referência em estratégias de comunicação.

1. Aprenda a ouvir

As pessoas adoram falar. E, se você quer ser lembrado positivamente por elas, seja o ouvido atento que elas tanto precisam. “Esta espécie de atenção é uma das mais altas deferências que podemos prestar a outrem”, escreveu Dale Carnegie.

Esse ensinamento é reforçado pela ciência. Pesquisadores da Universidade de Harvard conduziram um experimento que comprova que falar sobre si é gratificante e traz um dado interessante: de 30% a 40% de tudo o que falamos é com o intuito de discorrer sobre nós mesmos. O estudo mostra que a autorrevelação envolve mecanismos neurais e cognitivos associados à recompensa.

Ainda no quesito da escuta ativa, pode-se citar mais um ensinamento de Dale Carnegie: “deixe a outra pessoa falar durante a maior parte da conversa”. Isso fará com que a mente delas conecte você à sensação de prestígio ― e todos gostamos de nos sentir prestigiados!

Banner E-book Dale Carnegie - Liderar Uma Equipe de Vendas

2. Mostre ao interlocutor que ele é importante

Nós já vimos que um grande sorriso pode ser um “tiro pela culatra” se você pretende despertar a simpatia e o respeito daqueles à sua volta. Existem outras formas mais eficazes de conseguir isso e uma delas é fazer com que a pessoa que está conversando com você se sinta importante. “O desejo de sentir-se importante é uma das principais diferenças entre as pessoas e os animais”, disse Dale Carnegie que, em seguida, reforça esse pensamento citando o pai da psicanálise: “Sigmund Freud disse que tudo em você e em mim emana de dois motivos: a necessidade sexual e o desejo de ser grande”.

Uma maneira de conseguir mostrar a importância que o interlocutor tem para você é usando a linguagem corporal: mantenha seu corpo virado em direção a quem está falando, faça contato visual e repita as últimas palavras do discurso (use esse recurso sabiamente, nem sempre é inteligente repetir tudo o que o outro diz).

3. Elogie com sinceridade

Muitos líderes têm receio em elogiar a equipe com frequência, mas existe um abismo enorme entre elogiar com sinceridade e ser bajulador. Como saber a diferença? Nas palavras de Dale Carnegie: “É simples. Um sincero e a outra insincera. Um vem do coração; a outra da boca para fora. Um é altruísta; a outra é egoísta. Um é universalmente admirado; a outra universalmente condenada”.

Como líder, suas palavras têm ainda mais impacto sobre as pessoas pois, como citado em “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, “não há meio mais capaz de matar as ambições de um homem do que a crítica dos seus superiores”. Logo, se a crítica destrói, o elogio sincero e verdadeiro, ao vir de alguém hierarquicamente superior, constrói. Não apenas uma relação mais amistosa, mas também a imagem de alguém que reconhece os esforços e, portanto, é digno de admiração.

4. Lembre-se do nome das pessoas

Ao ouvirmos nosso nome, nossa atenção, imediatamente, é capturada. O nome de uma pessoa é, segundo Dale Carnegie, “o som mais doce e mais importante que existe em qualquer idioma”. E, mais uma vez, a ciência concorda com o autor norte-americano. Um estudo feito pela fabricante de cosméticos Pola mostrou que ao serem chamadas pelo nome, as pessoas aumentam a produção de oxitocina, o chamado “hormônio do amor”, e reduzem drasticamente a presença de cortisol, o “hormônio do stress”.

Chamar o interlocutor pelo nome mostra que você deu atenção ao que para ele é mais importante.

Essas dicas são simples e, como você pode perceber, muitas delas embasadas pela ciência. Na verdade, conseguir que as pessoas gostem de você não é difícil quando você exercita a empatia, o que é essencial para quem almeja ser um líder de sucesso.

Gostou do nosso artigo? Estamos ansiosos para saber a sua opinião! Comente abaixo ou nos envie uma mensagem!

Banner E-book Dale Carnegie - Liderar Uma Equipe de Vendas