Sempre que se exige que as pessoas convivam ou trabalhem juntas, é provável que surja um conflito. Independentemente de quão compatíveis casais ou os membros de uma equipe possam ser, cada indivíduo traz prioridades distintas e uma personalidade única.

“A única maneira de ganhar uma discussão é evitando-a.” Essa famosa sentença de Dale Carnegie permanece relevante quando a pauta envolve conflitos. Sim, conflitos fazem parte de qualquer ambiente social, mas é sempre melhor saber como evitá-los, pois essa é a única forma real de se ganhar: desviando dele ao máximo. Hoje vamos abordar algumas formas de evitar e sair de conflitos, seja em casa ou no trabalho.

1. Desenvolva o controle das emoções

A falta de controle emocional é uma das grandes causas que leva ao conflito, pois significa deixar as emoções direcionarem as decisões e as atitudes, sem ponderar de forma racional sobre os fatos. Por isso, o controle emocional pode ser a melhor função reguladora dos conflitos na vida de alguém. Controle suas emoções, controle seus impulsos e controle seus pensamentos negativos – evitando conflitos desnecessários – e seja mais realizado na vida pessoal e profissional.

2. Evite fazer críticas desnecessárias

Dale Carnegie é autor de outro grande conselho para quem deseja evitar conflitos: evite criticar as pessoas. “A crítica é fútil, porque coloca um homem na defensiva, e, comumente, faz com que ele se esforce para justificar-se. A crítica é perigosa, porque fere o precioso orgulho do indivíduo, alcança o seu senso de importância e gera o ressentimento.” Podemos acrescentar que a crítica ainda produz conflitos desnecessários.

3. Preste atenção ao comportamento

Todos nós temos um estilo diferente em que nos comunicamos e vemos o mundo através de nossa própria lente e perspectiva. Conhecer as características de diferentes estilos de comportamento e entender como modificar sua abordagem reduzirá significativamente o conflito.

4. Substitua a palavra “você” pela palavra “eu”

Isso evitará colocar os outros na defensiva. Pense em como você se sente quando alguém começa com “Você deveria” ou “Você sempre”. Quando alguém começa uma frase com “eu sinto” ou “eu preciso”, você é geralmente mais receptivo.

5. Concentre-se no assunto, não na pessoa

Em vez de dizer: “Você disse que terminaria isso hoje”, tente “O projeto realmente precisa ser concluído hoje. O que precisamos fazer para que isso aconteça?” Se você tornar a discussão pessoal, corre o risco de transformar conflito em combate. Mantendo a conversa sobre o assunto, você reduzirá a defensiva.

6. Use a paráfrase quando necessário

Quando você ouve e parafraseia o que a outra pessoa está lhe dizendo, isso demonstra que você realmente se importa em entendê-la. Dizendo “O que eu ouço você dizendo é ____ Isso é correto? ”É uma das ferramentas de comunicação mais simples e poderosas para manter o conflito produtivo. Quando as pessoas se sentem ouvidas, elas são menos propensas a serem defensivas.

7. Busque compreensão, não concordância.

Faça um esforço para tentar entender o ponto de vista da outra pessoa, em vez de convencê-la da sua. Compartilhe seu desejo de ver a situação da perspectiva deles. Fique curioso e faça perguntas. O objetivo não deve ser evitar o conflito, mas abraçá-lo, mantendo o foco nos resultados produtivos.

Banner E-book Dale Carnegie - Liderar Uma Equipe de Vendas

8. Antes de criticar, faça primeiro uma autocrítica

Não importa qual seja o problema, nunca culpe, critique ou condene seu parceiro, seu colega de trabalho ou qualquer pessoa, antes de autoavaliar-se. Antes de culpar essa pessoa, olhe para si mesmo e para seus próprios “defeitos”: verifique-se. Depende completamente de você, se você quer pôr fim a isto ou deixar isto continuar. Em uma célebre frase Dale Carnegie diz que: “Eis a natureza humana em ação, o culpado culpando todos menos a si mesmo.” Pergunte-se como você errou e trabalhe para resolvê-lo.

9. Comunicação

Falar, isso sim ajuda! Muitos mal-entendidos podem chegar ao fim através de uma discussão adequada e aberta. Se você refletir sobre os conflitos que encontrou ao longo dos anos, reconhecerá rapidamente que muitos deles resultaram da falta de informações, informações ruins ou desinformação. Vamos supor, por um momento, que você teve a sorte de ter recebido boas informações, mas não sabia o que fazer com elas… Esse ainda é um problema de comunicação, que por sua vez pode levar a conflitos. A comunicação clara, concisa, precisa e oportuna das informações ajudará a diminuir o número e a gravidade dos conflitos.

Resolvendo conflitos com eficiência

Mesmo tentando ao máximo, às vezes, é inevitável que os conflitos aconteçam. Nesses casos é necessário resolvê-los da melhor forma. A resolução bem-sucedida ocorre ouvindo e proporcionando oportunidades para atender às necessidades ou expectativas de cada um dos lados e tratando adequadamente de seus interesses para que todos estejam satisfeitos com o resultado.

Procure oportunidades para reconhecer e apoiar os esforços uns dos outros. As partes beneficiam-se mutuamente pela realidade e a percepção aos olhos umas das outras de que estão trabalhando em direção aos mesmos objetivos e metas para torná-lo bem sucedido (e aos olhos dos outros envolvidos em um projeto).

Reconheça e aprecie que nenhum relacionamento é perfeito; e, ao mesmo tempo, dedique-se para encontrar um terreno comum em todas as áreas possíveis. Isso ajudará a construir confiança e criar a possibilidade de melhoria nas áreas de conflito.

Obviamente, cada situação precisa ser tratada caso a caso e, às vezes, circunstâncias extenuantes exigem uma abordagem diferente da descrita acima. No entanto, buscar uma resolução de conflitos rápida e eficaz ajudará a evitar problemas que possam levar à perda de um cliente, à perda de um emprego ou possivelmente a litígios, que está entre as piores formas de resolução de conflitos. Então todo mundo perde. Dale Carnegie gostava de uma máxima de Thomas Carlyle capaz de livrar qualquer pessoa de preocupações: “O nosso principal objetivo não é ver o que se encontra vagamente à distância, mas fazer o que se acha claramente ao nosso alcance”. Pense em soluções para conflitos reais e próximos. E comece agora a resolvê-los e também evitá-los quando for possível.

E então, gostou do artigo? Aproveite para compartilhar nas redes sociais e ajudar outras pessoas a evitar preocupações pessoais e profissionais. E conte sempre com os treinamentos Dale Carnegie para ajudá-lo a conquistar o sucesso e seus objetivos. Fale conosco!

Faça sua inscrição antecipada aqui