Quando o Google divulgou sua pesquisa anual sobre os assuntos mais buscados de 2019, um resultado chamou a atenção: “como fazer com que as pessoas gostem de mim?”, ficou na terceira colocação da categoria “como fazer”. E parece que essa é uma preocupação cada vez mais maior entre aqueles que dependem da habilidade social para conquistar vendas, ser promovido a cargos de liderança ou aqueles que pensam em empreender.

Na verdade, essa deveria ser uma preocupação de todos. Como humanos, temos a necessidade de conviver em sociedade, não apenas para a sobrevivência, mas também para o aprimoramento pessoal. Infelizmente, nem todos nascem com as características extrovertidas que tanto parecem encantar as pessoas. Em contrapartida, as habilidades sociais podem ser desenvolvidas a qualquer momento durante a vida.

No artigo de hoje, separamos alguns conselhos que podem ajudar a responder à pergunta “como fazer com que as pessoas gostem de mim?”. Todos esses ensinamentos são facilmente aplicáveis no seu dia a dia e são fundamentais para quem quer ser bem visto pelo grupos que frequenta. Acompanhe.

“Como fazer com que as pessoas gostem de mim?”: 5 dicas essenciais

Muitas pessoas têm dificuldade de se expressar em situações nas quais não se sintam à vontade. Apresentações, reuniões importantes e outros momentos em que lidar com desconhecidos seja inevitável parecem ser eternos ― e desconfortáveis ― para os mais tímidos. Algumas vezes, essa insegurança nasce da ansiedade desenfreada, um problema que pode interferir em diversas áreas da vida.

As 5 dicas que selecionamos são aplicáveis em todas as situações. Leia com atenção e veja como fazer as pessoas gostarem de você pode ser mais fácil do que você imagina!

1) Escute de verdade

Escutar vai muito além de esperar o outro terminar de falar. Ouvir significa entregar-se verdadeiramente ao que o outro conta, prestar atenção nos detalhes e interagir com as histórias. Ouvir atentamente também exige que o seu corpo mostre a atenção prestada no interlocutor. Sorrir durante a conversa, reagir às informações passadas e manter seu corpo desperto, voltado à pessoa, mostram que você está, de fato, concentrado na conversa.

2) Busque assuntos de interesse do interlocutor

Falar com os amigos é diferente de falar com uma autoridade, certo? Mas, mesmo entre grupo de pessoas “normais” é preciso que você consiga se encaixar na forma de conversar.  Para isso, perceba os assuntos mais recorrentes e de maior interesse e busque desenvolver sobre eles.

Acabou de ser apresentado a alguém que fez uma viagem recentemente? Mostre interesse em ouvir o que ela experimentou, viveu e viu. Pessoas que são consideradas pelos outros como “chatas” buscam falar apenas do que as interessa, negando atenção àquilo que não diz respeito a sua realidade.

A autorrevelação, como podemos chamar o ato de falar de si mesmo, envolve mecanismos neurais ligados à recompensa, como mostra este estudo da Universidade de Harvard. Ao ouvir e estimular o seu interlocutor a falar, você liga a sua imagem à sensação de prestígio causado na outra pessoa.

3) Não seja orgulhoso

Nem sempre as coisas são como gostaríamos. Muito menos as pessoas. E isso nos leva ao conselho: não seja orgulhoso, saiba relevar e ignorar atitudes que tenham lhe causado desagrado.

Pessoas muito pragmáticas, que impõem regras à convivência e são inflexíveis no trato com os outros, pode ter certeza, que foram grande parte das que procuraram por “como fazer com que as pessoas gostem de mim” no Google! Ninguém quer viver “pisando em ovos”, muito menos com amigos ou com recém-conhecidos, onde já há uma tensão natural na interação.

Isso não significa, claro, que você deva tolerar atitudes desrespeitosas ou que ferem a sua moral e integridade. Mas é preciso ter inteligência emocional para entender quando é o momento de apenas “deixar para lá”.

4) Valorize a opinião alheia

No best-seller do autor norte-americano Dale Carnegie, há um conselho precioso: “Nunca comece dizendo: “Vou provar isto ou aquilo”. Isto é ruim. Equivale a dizer: ‘sou mais inteligente que você. Vou dizer-lhe uma coisa ou duas e mudar a sua opinião’. Isto é um desafio. Gera oposição e faz com que o ouvinte sinta vontade de discutir com você, mesmo antes de começar”.

Este tópico se refere a um intenso exercício de empatia. Ao se colocar no lugar do outro, ao tentar sentir o que ele sente, o que o faz pensar como ele pensa, é possível ver como o certo e o errado são, quase sempre inexistentes. O que existem são modos distintos de enxergar a vida e as situações, opiniões construídas sobre vivências e sentimentos.

Respeite o modo de pensar dos outros ouvindo-os, novamente, com atenção. Desta forma, você passa a imagem de alguém que pondera antes de opinar, não de alguém que defende seu ponto de vista ferrenhamente, custe o que custar. Valorizar a opinião alheia é uma forma de construir credibilidade.

5) Admita seus erros antes de apontá-los nos outros

“Não é tão difícil ouvir uma dissertação sobre suas faltas quando o acusador começa admitindo, humildemente, que ele também está longe de ser infalível”. Esse é mais um ensinamento que Dale Carnegie escreveu em 1936 e se mantém atual para quem quer ser apreciado pelos outros.

Ao criticar alguém, ou alguma atitude, você coloca o interlocutor em uma posição defensiva. Já ao se mostrar humilde e reconhecer seus próprios erros, você se coloca em situação de igualdade. Ninguém gosta de pessoas indefectíveis, que se põem como superiores em todas as suas escolhas e livres de enganos. Pessoas gostam de conversar com pessoas, seres que também erram e, melhor ainda, se admitirem suas falhas.

Ainda no que diz respeito às críticas, caso elas sejam inevitáveis, é recomendado que você comece com um elogio; aponte, sutilmente, os pontos de discordância e encerre sua fala com um novo elogio.

Como falamos no início do artigo, todas essas dicas são simples e podem ser aplicadas em todas as situações, desde o trato com as pessoas mais próximas até o temido momento de precisar impressionar alguém.

O que você achou das nossas dicas? Envie uma mensagem para a equipe Dale Carnegie ou deixe sua opinião nos comentários!