Manter a calma no ambiente de trabalho é imprescindível, mas nem sempre é fácil. Na verdade, os números mostram que estamos cada vez mais estressados. Um levantamento feito pela International Stress Management Association (ISMA), mostra que o Brasil é o segundo país mais estressado do mundo, perdendo apenas para o Japão. O motivo? O principal apontado é o trabalho.

Já é sabido que separar a vida do trabalho é praticamente impossível, uma vez que muitos passam mais tempo no ambiente de trabalho que com amigos e familiares. Também não dá para ignorar que a carreira é uma parte significativa da vida, portanto, não dá para ligar ou desligar o “modo vida pessoal” do “modo trabalho”. Problemas do ambiente corporativo preocupam mesmo quando fora do expediente e o contrário também acontece. Grandes líderes entendem que seres humanos estão suscetíveis às emoções e elas podem impactar diretamente na produtividade de um colaborador.

Mas, então, como conviver no ambiente de trabalho em harmonia e não deixar o estresse tomar conta do corpo, da mente e do clima organizacional? É possível, sim, manter a calma no ambiente de trabalho. E, mais que apenas saber quando respirar fundo para não criar uma situação desagradável, é possível encarar os fatos de maneira mais leve e positiva, domando o estresse e evitando que ele se manifeste em outras áreas da vida.

Dicas de como manter a calma no ambiente de trabalho

Trabalhar a inteligência emocional, lidar bem com conflitos e não colocar a saúde à prova são aspectos tão importantes no âmbito corporativo quanto a produtividade. Quando manter a calma no ambiente de trabalho estiver ficando difícil, lembre-se destas dicas:

Escolha as suas batalhas

Um dos primeiros sinais que o estresse dá é fazer com que todos os pequenos problemas pareçam dignos de uma grande investida. Em um dos casos narrados no livro do escritor norte-americano Dale Carnegie “Como evitar preocupações e começar a viver”, o almirante Byrd relata que, em suas missões em um dos locais mais gelados da Terra, seus homens não sucumbiam diante das tarefas mais perigosas. O frio constante de -80ºC parecia não ter impacto, mas o almirante constantemente os flagrava reclamando de um ou outro colega por motivos torpes.

Para Byrd, ““coisas “insignificantes” levam muita gente cansada até os limites da insanidade e causam “metade dos sofrimentos do mundo””. E não precisa estar em um acampamento polar para saber que essa máxima é verdade. Muitas vezes, problemas triviais, pequenas rusgas com colegas, podem irritar e fazer com que a calma se perca durante a jornada de trabalho.

Ao se deparar com esse sentimento, lembre-se do ensinamento de Dale Carnegie após o relato do almirante Byrd: “Não nos deixemos perturbar por ninharias que devemos desprezar e esquecer. Lembre-se: “A vida é muito curta para sermos mesquinhos””.

Pense em situações complexas que você enfrentou com maestria e use esse pensamento como guia para recuperar o autocontrole e, simplesmente, deixar para lá.

Obedeça à ciência: respire fundo

Respirar fundo acalma de verdade! Existe uma parte do cérebro chamada Complexo pré-Botzinger, formado por células que funcionam como um “marca-passo” da respiração. Essas células mantêm comunicação direta com outra parte do cérebro, a chamada LC, responsável por emitir os sinais de alerta do corpo. Quando estamos nervosos, também ficamos ofegantes, com a respiração rasa. Isso envia sinais elétricos ao LC, que o avisa de que algo está errado e, então, prepara o corpo para reagir.

Porém, o caminho inverso também é possível. Ao respirarmos fundo em situações de estresse, o Complexo pré-Botzinger também envia sinais elétricos ao LC mas, dessa vez, “tranquilizando-o”. Então, sim, o ritmo da respiração pode tanto nos acalmar quanto nos deixar ansiosos.

Banner E-book Dale Carnegie - Liderar Uma Equipe de Vendas

Decisões tomadas diante de situações estressantes ou com os nervos à flor da pele raramente trarão resultados positivos. Então, da próxima vez que precisar manter a calma no ambiente de trabalho, afaste-se, respire fundo e deixe a nuvem do estresse se dissipar antes de reagir.

Pratique a empatia

Sim, a empatia é a palavra-chave para todas as relações, sejam elas pessoais ou profissionais. Ter a capacidade de se colocar no lugar dos outros permite observar a situação de uma outra perspectiva que não a sua.

Seu colega respondeu de maneira grosseira à uma pergunta simples? Ao invés de respondê-lo no mesmo tom, o que tende a apenas agravar a situação, tente entender o motivo da reação exagerada. Talvez, ele lhe respondeu com impaciência porque estava atrasado com suas entregas, sendo cobrado por clientes e tenha perdido um arquivo importante, não porque quis lhe humilhar ou provocar uma discussão.

Procurar conhecer o outro lado da moeda também ajuda a não encarar as situações de maneira tão pessoal.

Exercícios físicos são aliados importantes

Se o que acontece na vida profissional impacta na pessoal, o contrário também é verdadeiro. Para gerenciar os níveis de estresse e manter a calma, não apenas no ambiente de trabalho, é fundamental o cuidado com a sua saúde física e mental nos seus momentos fora do escritório.

Praticar exercícios físicos é, comprovadamente, um dos métodos mais eficazes de afastar o estresse, pois libera hormônios importantes como a endorfina, o “hormônio do bem-estar”. Isso sem falar, claro, dos benefícios físicos como controle do colesterol, melhora do sistema cardiovascular e tônus muscular.

Manter a calma no ambiente de trabalho pode ser benéfico até mesmo para a sua carreira. Essa habilidade é imprescindível para aqueles que almejam posições de liderança ou para quem já lidera, mas quer se tornar uma figura inspiradora. Portanto, conhecer e lidar com as próprias emoções é um processo de autoconhecimento que impacta na vida de qualquer pessoa de maneira holística, englobando todos os setores.

Gostou das nossas dicas e acha que precisa de auxílio para se conhecer melhor e, assim, manter a calma no ambiente de trabalho? A equipe da Dale Carnegie está pronta para ajudá-lo. Envie uma mensagem!

 

Faça sua inscrição antecipada aqui