A sua empresa pode ter as melhores ferramentas, o melhor serviço, ser referência no seu mercado de atuação. Mas, nada disso seria possível sem as pessoas que trabalham nela. Mesmo que todos concordem com essa afirmação, nem todos investem no desenvolvimento do capital humano presente na organização, muitos não tendo nenhum profissional exclusivamente designado à gestão de pessoas.

Tratar a gestão de pessoas como prioridade dentro da empresa pode até mesmo impulsionar os negócios, como mostra uma pesquisa do Sebrae e da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH). Intitulado “O Real Impacto do Talento”, o levantamento analisou 1.927 empresas de todos os portes no país e trouxe dados interessantes. Entre eles, o que mostra empresas bem-sucedidas nos negócios promovem a gestão de pessoas 2,8 vezes mais que as não tão bem-sucedidas.

Mas, uma gestão de pessoas eficiente precisa ser estruturada por algumas práticas. Seis delas são as mais comuns em empresas e é sobre elas que vamos conversar hoje. Acompanhe!

Gestão de pessoas: os principais processos envolvidos

Ao falarmos da gestão de pessoas, é comum muitos associarem esse processo ao setor de RH. Na verdade, 72% dos entrevistados pela pesquisa do Sebrae disseram considerar essa tarefa exclusiva do Recursos Humanos. Mas, o cenário está mudando e os líderes, em muitas empresas, já exercem esse papel junto à equipe.

A função de quem desempenha a gestão de pessoas é promover um ambiente corporativo positivo para o desenvolvimento dos colaboradores, tanto no âmbito profissional quanto pessoal. É o gestor quem garante que todos trabalhem alinhados à cultura organizacional e se mantenham engajados às metas e propósitos da empresa. Também cabe a ele adequar a empresa às expectativas e necessidades manifestadas por aqueles que a compõem.

Conheça os principais processos de gestão de pessoas logo abaixo.

Selecionar novos colaboradores

Alguns chamam este processo de “agregar pessoas” mas, independente da nomenclatura, significa que a gestão de pessoas é essencial para selecionar os novos colaboradores. Neste processo, o gestor precisa definir quais as competências necessárias para agregar à organização, selecionar e entrevistar os candidatos que considerar mais promissores.

Aplicar pessoas

Você já deve ter ouvido falar de empresas ― ou até trabalhado em uma ― em que os cargos não são muito bem definidos. Embora a função seja uma, várias outras atividades são desenvolvidas pelo mesmo colaborador. Nestas empresas, falta o processo de aplicar pessoas.

Aqui, a gestão de pessoas deve desenhar os cargos, determinar quais suas funções e responsabilidades e designar as pessoas certas para eles. Nesta etapa, também é necessário realizar as atividades de integração dos novos membros à equipe, acompanhar e analisar o desempenho dos alocados.

Recompensar

Alguns chamam esta etapa de “remunerar pessoas”, mas, hoje em dia, já se sabe que nem toda a satisfação do colaborador vem do âmbito financeiro. Nesta etapa, o setor de gestão de pessoas deve encontrar maneiras de retribuir o esforço dos membros da equipe, a fim de satisfazer suas necessidades e mantê-los engajados.

Oferecer benefícios, bônus e serviços são boas maneiras de elevar o moral do time e essa atitude ainda ajuda a reter os melhores profissionais na empresa.

Desenvolver pessoas

Nenhum profissional está pronto o suficiente. Por mais que o currículo seja impecável e o histórico comprove o bom desempenho na função, todo funcionário tem potencial para ser desenvolvido.

Banner E-book Dale Carnegie

O desenvolvimento pode ser oferecido por meio de palestras, treinamentos e cursos que o aperfeiçoem não apenas profissionalmente, mas também como indivíduo.

Manter pessoas

A retenção do quadro de profissionais é motivo de muita dor de cabeça para quem lida com a gestão de pessoas. É por este motivo que é tão importante investir em ações que façam com que as pessoas queiram permanecer na empresa e diminuir o turnover.

Um bom clima organizacional, atividades que promovam a relação saudável entre colaboradores, diretores e líderes é fundamental para despertar o desejo de se construir carreira na empresa.

Monitorar pessoas

Acompanhar de perto o desenvolvimento dos colaboradores, saber quais suas expectativas em relação ao trabalho e à vida. Essas são as ações do processo de monitorar pessoas. Conhecer os resultados individuais, as dificuldades e as habilidades de cada um dos colaboradores ajuda a manter o processo de gestão de pessoas afinado, com profissionais satisfeitos a longo prazo.

Os processos citados acima são os principais quando o assunto é gestão de pessoas e, quando bem aplicados, podem trazer inúmeros benefícios para a organização. O mais evidente deles é a melhora do ambiente de trabalho, com profissionais mais engajados e cientes do que a empresa espera deles.

O fator fundamental para o sucesso da gestão de pessoas

De todas as dicas que você pode encontrar que vão ajudar a garantir uma gestão de pessoas eficiente, vamos dar enfoque à principal delas: tenha uma comunicação clara, direta e transparente com os colaboradores.

Uma pesquisa da revista britânica The Economist entrevistou 403 executivos americanos. E o resultado mostrou que a comunicação interna é um grande problema para empresas de todos os portes. Confira alguns números:

  • 52% dos entrevistados apontaram a má comunicação na empresa como potencializadora do estresse;
  • 44% relatam que a falta de comunicação já foi responsável por atrasos ou falhas em projetos;
  • para outros 31%, essa dificuldade provoca desânimo pelo trabalho.

Ou seja: a falta de uma comunicação clara pode ter resultados diretos nos resultados da empresa. É preciso que o processo de gestão de pessoas tenha espaço para ouvir os colaboradores. Afinal, são eles quem executam as tarefas estipuladas, logo, ninguém melhor que eles para perceber melhorias ou alterações que possam ser implementadas nos processos.

Uma outra pesquisa, desta vez da revista Forbes, mostrou que colaboradores que se sentem verdadeiramente ouvidos por seus líderes ou gestores têm 4,6 mais chances de se sentirem empoderados e engajados com o próprio trabalho.

Gostou do artigo? Você pode aprender muito mais sobre gestão de pessoas com a equipe da Dale Carnegie. Entre em contato conosco e invista na sua carreira.

Faça sua inscrição antecipada aqui