A proatividade é uma característica cada vez mais determinante na hora de conseguir um emprego ou uma promoção. Como ela é esperada por todos na organização, o líder não é exceção. Exercer uma liderança proativa aumenta o engajamento da equipe e, claro, alcança resultados superiores aos dos líderes autocráticos, por exemplo.

Exercer esse tipo de liderança não significa centralizar todas as operações e apagar mil incêndios por dia. Representa, na verdade, antecipar-se aos problemas e buscar uma solução antes mesmo que eles impactem o dia a dia da empresa. Sair do estado reativo, onde as questões são resolvidas à medida que aparecem, para entrar no proativo exige esforço e mudança do mindset de qualquer gestor.

Neste artigo, vamos explorar melhor este estilo de gestão: a liderança proativa. Você vai encontrar os benefícios que abandonar a postura reativa trará para sua carreira e entender o que pode ser feito para que você se torne um líder proativo. Continue a leitura!

A importância da proatividade no líder

Se você lidera uma equipe, provavelmente valoriza os colaboradores proativos, certo? Mas, olhando a sua postura hoje, com sinceridade, você poderia se classificar dessa forma? Ou você percebe que é mais reativo? Assim como espera que a sua equipe se antecipe aos problemas, você também deve atuar de modo preventivo.

Entretanto, existe uma grande diferença quando falamos da proatividade do colaborador e da do líder. Enquanto os profissionais devem trabalhar de maneira proativa no desempenho das atividades operacionais, o líder deve exercer a proatividade em prol do desenvolvimento da equipe e da organização.

Para que você entenda melhor, vamos propor um exemplo. Suponha que você lidere uma equipe de vendas. O atendimento, a negociação, a conversa para entender as necessidades do cliente e a proposta de uma solução são tarefas que devem ser exercidas pelos colaboradores, não pelo líder. Mas, acontece que um determinado vendedor vem mostrando resultados abaixo do esperado. Você percebe que ele tem pulado partes importantes do processo de venda e que isso o está impedindo de fechar negócios.

Desta forma, o profissional não está sendo proativo na execução do seu trabalho, não tem buscado resolver o que o está atrapalhando ou solicitado ajuda. A proatividade do líder se mostra de outra forma: ele irá identificar os erros cometidos pelo colaborador e atuará para corrigi-los antes que se tornem um problema (uma reclamação de um cliente ou uma queda nos resultados gerais da equipe, por exemplo).

Enquanto o líder reativo negligencia o resultado individual do vendedor, o proativo identifica e trabalha para prevenir eventos mais graves.

Assim, a proatividade do líder tem uma função muito mais estratégica para a organização. Com um cenário cada vez mais agressivo e competitivo, esperar o problema aparecer para, então, pensar a respeito dele pode comprometer a empresa de uma maneira geral. A atitude preventiva é também benéfica ao colaborador, que percebe que tem no líder uma figura inspiradora e de confiança, que age para o seu desenvolvimento profissional.

Banner E-book Dale Carnegie

Como desenvolver uma liderança proativa

Antes de você descobrir como desenvolver uma liderança proativa, é bom ressaltarmos um ponto. Todo e qualquer estilo de gestão pode ser desenvolvido ou aprimorado. É importante que o líder entenda que quaisquer mudanças podem ser implementadas, desde que haja comprometimento com os resultados.

Exercer uma liderança proativa, como falado anteriormente, exige algumas transformações no mindset do líder. A maior delas começa pela rotina. Proatividade deve ser encarada como um hábito, então, antes de começar as tarefas do dia, pare e avalie: o que você observa que pode ser melhorado?

Pode ser como no exemplo anterior, onde um profissional não está mostrando resultados, ou nas tarefas banais, como preenchimento correto de documentos, ou então, perceber que um determinado colaborador tem problemas em cumprir horários. Pequenos ajustes fazem uma grande diferença no rendimento e produtividade de toda a equipe. Portanto, é imprescindível que o líder proativo seja, antes de mais nada, um bom observador.

Outro hábito que deve ser cultivado é o de manter encontros regulares com a equipe. Seja em reuniões matinais de poucos minutos, seja em conversas individuais, os profissionais só podem atuar sobre os problemas que conhecem. Seja claro quanto aos que observou e, mais que isso, mostre como resolvê-los.

O feedback, quando apenas para expor os erros, de nada vale. Pior que isso, pode criar uma resistência nos profissionais e tornar os problemas mais graves. Por isso, todo apontamento deve vir com uma solução.

Oferecer treinamento para o vendedor com baixo desempenho, mostrar o preenchimento correto dos dados nos documentos e evidenciar o porquê dessa exigência, tentar entender os motivos dos atrasos e pensar no que pode ser feito para que isso não aconteça mais estão entre as ações que um líder proativo tomaria caso se deparasse com esses problemas.

As vantagens de uma liderança proativa

Esse modelo de gestão traz resultados para todos os envolvidos. Abaixo, elencamos 4 das vantagens mais visíveis quando há uma liderança proativa para guiar a equipe. Confira.

  1. Líder menos sobrecarregado: imagine o quanto o seu dia renderia sem precisar apagar todos os incêndios? Ajustar pequenos pontos operacionais com os liderados também dá ao líder liberdade para exercer sua função estratégica, ao invés de ficar procurando saídas para problemas que poderiam ser evitados com conversa e alinhamento;
  2. aumenta a confiança do time no líder: o hábito de fornecer feedbacks da maneira correta, focado em resolver questões e não em procurar culpados, deixa os colaboradores mais à vontade para pedir auxílio quando precisarem;
  3. equipe mais afinada: com a exclusão de pequenos erros do dia a dia, o trabalho flui mais facilmente. Desta forma, os profissionais conseguem se concentrar nas tarefas que realmente fazem a diferença para a organização;
  4. melhora os resultados: este ponto é, na verdade, uma consequência do que foi obtido nos tópicos anteriores. Com alinhamento, comunicação clara entre líder e equipe e também com a agilidade adquirida ao se eliminar pequenos “focos de incêndio”, a produtividade aumenta e, junto a ela, os resultados.

Conseguiu perceber como uma liderança proativa é fundamental para o sucesso de uma equipe? Desenvolvê-la é importante para quem, além de maximizar resultados, pretende ser um líder inspirador para a equipe. Aqui na Dale Carnegie, somos especialistas em auxiliar líderes e gestores a aprimorar suas habilidades profissionais. Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo.

Banner E-book Dale Carnegie - Relações Interpessoais