Empreendedorismo envolve inovação, a capacidade de assumir riscos e criatividade. Um empreendedor é capaz de ver as coisas de maneiras novas. Ele tem a capacidade de assumir um risco calculado e aceitar o fracasso como um ponto de aprendizado. Um intraempreendedor pensa como um empreendedor que procura oportunidades, que beneficiam a organização.

O intraempreendedorismo é um método significativo para as empresas se reinventarem e melhorarem o desempenho. É uma nova maneira de tornar as organizações mais lucrativas, onde os funcionários mais imaginativos desenvolvem pensamentos e projetos empreendedores internamente. É do interesse de uma organização incentivar os intraempreendedores.

Muito tradicional em startups e empresas de tecnologias, o conceito de Intraempreendedorismo está experimentando um ressurgimento da popularidade entre os especialistas em negócios. Embora os especialistas em empreendedorismo possam entender o significado por trás disso, a terminologia não é bem entendida fora desses círculos.

Mas, à medida que mais e mais colaboradores são incentivados a exemplificar o intraempreendedorismo em seu trabalho diário, uma compreensão clara da ideia e de seu valor é um fator importante para o sucesso a longo prazo. A seguir, entenda com mais profundidade o conceito.

O que é um intraempreendedor?

Um intraempreendedor, também conhecido como “empreendedor interno”, usa habilidades empreendedoras sem os riscos associados. Eles geralmente são funcionários que trabalham em projetos especiais ou ideias inovadoras dentro de uma empresa maior.

Intraempreendedores recebem aval para desenvolver tais projetos da maneira que um empreendedor faria, mas eles têm os recursos e a segurança da empresa por trás deles e seguem as metas da organização. Em contrapartida, as empresas apoiam posturas intraempreendedoras dos colaboradores, e também iniciativas internas que podem ser novos empreendimentos, na esperança de que eles se tornem lucrativos.

O termo “intraempreendedor” vem de uma junção de “interno” e “empreendedorismo”. Em geral, os intraempreendedores são pessoas auto-motivadas e pró-ativas. Eles podem pensar fora da caixa e assumir riscos, da mesma forma que a maioria dos empreendedores.

A diferença é que os sucessos – ou fracassos – envolvidos no trabalho do intraempreendedor são assumidos na empresa como um todo, e não no indivíduo. Dessa forma, os intraempreendedores são protegidos trabalhando dentro da infraestrutura existente de seu empregador. Por essa razão, o intraempreendedorismo é considerado benéfico tanto para o funcionário individual quanto para a empresa como um todo. As empresas fornecem suporte financeiro e acesso a recursos corporativos, enquanto os intraempreendedores criam inovação.

É importante notar que os intraempreendedores são líderes, mas geralmente não são gerentes. Embora sejam necessárias fortes habilidades de liderança para fazer com que os outros sigam e executem ideias intraempreendedoras e tomem decisões sob pressão, os gerentes geralmente trabalham dentro de padrões estabelecidos e são instruídos a minimizar os riscos. Além disso, os gerentes geralmente recebem autoridade de cima, enquanto os intraempreendedores trabalham fora da estrutura de poder para inovar. Intrapreneurs, ou intraempreendedores, utilizam o trabalho em equipe para fazer as coisas, juntamente com a comunicação e criatividade.

O intraempreendedorismo em ação

O intraempreendedorismo é possível quando existe um estilo de gestão corporativa que integra a assunção de riscos e a inovação. As organizações podem identificar e incentivar os funcionários com habilidades e personalidade a se tornarem intraempreendedores. A chave para isso é cultivar o espírito do intraempreendedorismo sem perder os funcionários para empreendimentos externos.

Algumas empresas fazem isso criando departamentos dedicados à pesquisa e desenvolvimento (P & D), que trabalham para explorar ideias de ponta e ajudar a empresa a permanecer competitiva. Outras empresas utilizam a melhoria contínua, um conceito emprestado da manufatura que incentiva os funcionários em pesquisa, design, vendas e produção a trabalhar em equipe para identificar novas oportunidades de receita.

O intraempreendedorismo está ligado intimamente com a busca pela inovação. Não importa qual abordagem as empresas usem, a chave é fornecer condições que facilitem o empreendedorismo interno entre os funcionários.

Banner E-book Dale Carnegie - Relações Interpessoais

Por isso, as empresas que desejam alimentar a cultura do intraempreendedorismo devem permitir que seus funcionários se apropriem dos projetos em que a inovação e a flexibilidade se tornem parte dos principais processos de negócios.

Também devem certificar-se de ter pessoas com espírito intraempreendedor a bordo, devem ser estratégicos durante o processo de contratação e utilizar treinamento contínuo para o desenvolvimento profissional dos colaboradores.

Como identificar colaboradores que têm perfil de intraempreendedores

Há certas características que os intraempreendedores bem-sucedidos compartilham. Vamos nos concentrar em quatro delas:

1. Dinheiro não é sua medida mais importante.

Assim como empreendedores natos, os colaboradores com vocação para intraempreendedores certamente respeitam o valor e a importância do dinheiro. Eles entendem os impulsionadores econômicos que permitem que a organização tenha sucesso e são capazes de apoiar essa verdade fundamental. Mas dinheiro não é tudo em sua carreira. O senso de realização conta muito mais. Um intraempreendedor “entende” e faz o seu trabalho de uma forma que mostra à organização que eles são alguém que não podem perder. O dinheiro e o sucesso são resultados naturais de trabalhar diariamente com paixão, perspectiva e motivação.

2. Eles cultivam a semente de uma ideia até que ela floresça e gere frutos.

Quando você fala sobre um assunto intrigante para um intraempreendedor, a ideia nunca os deixa. Germina em sua mente, e eles carregam consigo o desejo de descobrir como fazê-lo funcionar. Quando você os vir a seguir, eles provavelmente terão transformado a semente de uma ideia em um plano completo ou criarão um conjunto ainda melhor de planos alternativos em seu lugar.

3. Eles sabem como e quando mudar de direção.

Intraempreendedores não têm medo de mudar de rumo, nem temem o fracasso. Não é bravata exterior que os leva, mas uma confiança interior e coragem que cada passo os leva mais perto de seu objetivo final.

4. Eles se comportam autenticamente e com integridade.

Mais importante, os intraempreendedores exibem os traços de confiança e humildade – e não o comportamento rebelde dos figurões corporativos. Integridade (juntamente com Respeito, Crença e Coragem) são fundamentais entre os traços de pessoas de sucesso. Um empresário em ascensão pode ter todas as outras características em destaque, mas sem uma base de integridade, elas falharão (e o cenário de trabalho está repleto de muitos exemplos de tais falhas).

Então, se estes são os traços que descrevem o que é um intraempreendedor, onde você vai encontrar esses indivíduos e como você pode garantir que eles vão ficar em sua empresa?

Bem, para começar, uma empresa fundada com uma ênfase empreendedora/intraempreendedora se torna um ímã para mais pessoas com esse mesmo perfil.

Os funcionários recomendam a empresa para outras pessoas que compartilham seus valores. Com tempo e experiência, você aprenderá a fazer as perguntas que o ajudarão a montar um time de intraempreendedores.

Então, gostou do conceito de intraempreendedorismo? Deixe seu comentário abaixo e aproveite para curtir e compartilhar este artigo nas redes sociais. E se você deseja continuar aprimorando sua atuação como empreendedor e também da sua equipe, conte com a Dale Carnegie para ajudá-lo!

ILA 2019