A gestão tem sua parcela de vantagens e recompensas. Os gestores geralmente estão em melhor posição para influenciar e liderar a mudança. Na maioria das organizações, ser gerente significa um pacote de remuneração melhor. Mais importante ainda, não há nada como a satisfação de ajudar um indivíduo ou uma equipe inteira a alcançarem seus objetivos com o melhor desempenho possível.

Mas, ser um gestor significa que você também tem que lidar com problemas difíceis que podem causar a perda do sono de qualquer profissional. Delegar tarefas, assumir responsabilidades, especificar metas e objetivos, organizar e direcionar projetos, controlar, avaliar colaboradores — definitivamente, a gestão não é fácil.

Pensando nisso, reunimos os principais desafios de um gestor e algumas dicas pra enfrentá-los com mais dinamismo e vontade. Confira!

Desafio 1: Lidar com desempenho não satisfatório

Lidar com problemas de desempenho de colaboradores tem sido a principal fonte das noites de insônia de um gerente. Embora esses problemas nunca sejam fáceis, eles não precisam ser tão difíceis. Muitos problemas de desempenho podem ser evitados com melhores práticas de contratação e, em seguida, definindo expectativas claras de desempenho e treinamento.

Ao identificar um problema, quanto mais cedo você se engajar em um feedback construtivo, mais rápido você permitirá uma mudança de comportamento. Se o comportamento não melhorar, será necessário um processo disciplinar progressivo transparente, justo e baseado no tempo.

Adiar discussões ou evitar o processo disciplinar prolonga o problema e aumenta suas noites de insônia. Confronte os problemas de desempenho assim que eles aparecem no local de trabalho e você irá descansar com mais facilidade.

Desafio 2: ter conversas difíceis

Todos nós já tivemos conversas difíceis que preferimos evitar. Como podemos ajudar os gerentes a dominar esses diálogos, instilar um ambiente de abertura e incentivar a honestidade dentro de sua equipe?

Um dos segredos pouco reconhecidos do sucesso, segundo o autor Dale Carnegie, é o entusiasmo. Algo que podemos sintetizar como a força para encontrar dentro de si uma razão para seguir em frente, buscar desafios ainda maiores e alcançar performance capaz de revolucionar sua vida e seus negócios, de forma prática e consistente.

Um bom gestor deve ter entusiasmo para constantemente buscar soluções para que os seus liderados possam tirar proveito do melhor de si, seja no âmbito pessoal ou profissional. E as conversas difíceis são essenciais para que se alcance soluções e desenvolvimento da equipe.

Além disso, conversas difíceis são uma espécie de “semáforo” em que um bom gestor diz: “me dê um sinal de como você está se sentindo no trabalho e fora do trabalho.” Essa estratégia ajuda a liberar as emoções dos funcionários, ter uma ideia de onde estão e lidar com quaisquer problemas.

Claro, o RH pode ajudar com essas conversas difíceis, além de incentivar gerentes e funcionários a fazerem check-ins regulares. Quando os gerentes têm um diálogo mais aberto e honesto, essas discussões difíceis surgem naturalmente.

Desafio 3: trazer o melhor das pessoas

Grandes gerentes ajudam as pessoas a encontrarem algo dentro de si que não viram ou não sabiam que estava lá. Mas, especialmente para os novos líderes, ajudar os funcionários a brilhar é um dos mais importantes desafios da gestão. Se você somar toda a sua paixão, inteligência e energia para ajudar no desenvolvimento das pessoas do seu time, conseguirá um resultado muito satisfatório de cada um deles, cada vez mais próximo dos 100%. Mas, se você perguntar a um funcionário quanto da sua capacidade ele está usando neste momento sem incentivo da gestão, provavelmente estará mais perto de 60%. O trabalho do gerente é ajudar as pessoas a usarem o máximo possível de suas capacidades.

Como um gerente faz isso na prática? Aqui estão alguns pontos de partida:

Conheça-os 

Você conhece bem seus subordinados diretos? Como é um bom dia para eles? Pelo que eles são apaixonados? Para onde eles querem que sua carreira caminhe? Aproveite as oportunidades para aprender quem eles são e você descobrirá oportunidades para ajudá-los a crescer.

Seja abnegado 

Banner E-book Dale Carnegie

Os melhores gerentes chegaram a um lugar altruísta na liderança. Um lugar onde eles não pensam mais em si mesmos primeiro. Nesse ponto, eles só pensam em ajudar as pessoas a alcançarem seus potenciais máximos. Se você está constantemente focado em ajudar as pessoas a serem melhores, independentemente da equipe ou organização, então você cresce – de bom para ótimo.

Lidere pelo exemplo 

Grandes líderes mostram a todo tempo que as ações falam muito mais do que palavras.

Uma forma de liderar pelo exemplo: faça o seu trabalho e conheça o seu mercado. Você não tem que ser o técnico mais avançado da equipe, mas você precisa ter um conhecimento profundo da sua empresa e do seu mercado.

Lidere de uma forma que fará com que os outros queiram seguir você. Se todos em sua equipe  não está fazendo o que você espera que eles façam, talvez seja interessante

rever sua gestão.

Desafio 4: dispensar um colaborador

Não há uma dica precisa para dominar este tópico, será sempre uma tarefa difícil. Não importa o que você tenha feito (veja o número um sobre conversas difíceis), isso sempre será estressante. Nenhum gerente deve se sentir confortável com essa responsabilidade. Mas muitas vezes, por motivos diversos, é uma situação inevitável. Se assim for, certifique-se de ter políticas claras de conduta que sejam compartilhadas com todos os colaboradores. Para demissões, certifique-se de usar um processo justo e consistente, que conduza o desligamento respeitosamente e obedecendo as leis.

Desafio 5: permanecer motivado

Às vezes, como líder, você pode sentir que sua motivação para o projeto ou para a organização é insatisfatória. O que você precisa fazer é reunir todas as coisas boas ao seu redor e retornar ao caminho certo. Não gaste tempo pensando sobre o que não está funcionando a menos que você possa consertá-lo. Você nem sempre será o líder número um, mas sua equipe estará esperando que você esteja lá e compartilhe o entusiasmo que tem; mesmo quando não estiver tão motivado.

Desafio 6: comunicação eficaz com a equipe

Criar uma comunicação efetiva com seus funcionários lhe dará uma base sólida em sua função como gerente.

A maneira como falamos – e a maneira como ouvimos – desempenham um papel vital na colaboração e no trabalho em equipe. Não só isso, a qualidade da comunicação em sua equipe afeta os níveis de confiança e vulnerabilidade, que são essenciais para a criatividade e inovação.

Como um novo gerente, é importante que você entenda a dinâmica de comunicação de sua equipe para otimizar os pontos fortes e encontrar maneiras de melhorar as áreas mais fracas. Cada equipe é diferente, e aprender os estilos de comunicação que funcionam melhor em sua equipe irá fortalecer a forma como você trabalha em conjunto.

Além disso, fale bem e ouça melhor ainda! Poucos passos na estrada para o sucesso são tão fáceis e simples como ouvir, mas é surpreendente como os líderes se esquecem de fazer algo tão fundamental. “Se você aspira ser um bom conversador, seja um ouvinte atento. Para ser interessante, esteja interessado”, dizia Dale Carnegie. “Ouvir mais as outras pessoas” é um grande conselho. Afinal, ninguém aprendeu nada ouvindo a si próprio falar.

O objetivo final de superar os desafios do gerente

Como líder, mentor ou gerente, o objetivo final é o mesmo – mas a jornada para chegar lá será diferente para todos.  Em última análise, trata-se de superar desafios e obstáculos para construir relacionamentos duradouros e criar um ambiente que facilite o crescimento, incentive a honestidade e promova o aprendizado contínuo.

E, se você decidir se aprofundar no assunto e começar um treinamento que pode potencializar sua capacidade de gestão e suas habilidades interpessoais, conte com a Dale Carnegie para isso!

Banner E-book Dale Carnegie - Liderar Uma Equipe de Vendas