Muitos de nós sabemos como começar uma conversa e expressar uma ideia, mas não nos damos a chance de ouvir o que os outros têm a dizer, porque ou não damos o tempo para o outro falar e atropelamos a conversa, ou estamos ocupados formulando nossa resposta ao que será perguntado e não prestamos atenção. Em Como fazer amigos e influenciar pessoas, Dale Carnegie fala sobre a importância de falar menos e saber ouvir mais: “procure primeiro compreender para depois ser compreendido”. Ouça com a intenção de ouvir e entender.

Pois, ouvir é a habilidade mais importante que um líder pode dominar. É a base de tantas outras habilidades e características que compõem um líder. No entanto, é uma habilidade difícil de dominar, pois exige que estejamos presentes, atentos, engajados, abertos e flexíveis. Boas habilidades de audição nesta era digital, devido à sobrecarga de informações e menor tempo de atenção, estão rapidamente se tornando uma espécie em extinção. Ouvir envolve e fazer sugestões não-verbais, apropriadas ao que está sendo dito.

Ouvir constitui a base de bons relacionamentos. Por quê? Porque isso mostra que você se importa. A empatia e a escuta andam de mãos dadas. Você não pode mostrar empatia ou inteligência emocional se não ouvir. Os funcionários querem ser ouvidos e querem ser respeitados. Ouvir transmite esse tipo de respeito e gera confiança. Isso torna os membros da equipe mais motivados e comprometidos.

A escuta é fator crítico de sucesso na liderança

Ouvir é a melhor maneira de conhecer as necessidades do outro para criar uma estratégia de sucesso. Estar atento às informações e detalhes é fundamental para tomar decisões bem informadas e orientar a organização na direção certa. Bons líderes são ouvintes ativos.

Como líder, seu trabalho é encorajar os outros ao seu redor a serem abertos e honestos sem uma consequência negativa. Ouvir leva à consciência pessoal e ao crescimento. Se você não escutar, não crescerá. Além disso, quando os funcionários oferecem suas ideias e opiniões divergentes – tenha a mente aberta. É sempre importante ouvir seus funcionários.

A comunicação deficiente vem com um alto preço. É responsável por empresas que perdem milhões de dólares a cada ano. As empresas que continuam fortes nesse mercado competitivo entendem a necessidade de adotar a mudança e a melhoria contínua. Mais do que nunca, os líderes precisarão dominar a habilidade de “Liderar com Escuta”. O sucesso do seu negócio dependerá disso!

Como líder, é realmente difícil saber o que seus funcionários estão pensando, o que os incomoda ou como ajudá-los a sair de uma crise de desempenho – a menos que você tenha tempo para ouvi-los. Ouvir vai muito além de ficar quieto e dar a alguém toda a sua atenção. Requer que você esteja ciente da linguagem corporal, expressões faciais, humor e tendências comportamentais naturais. Ouvir deve ser um hábito de tempo integral quando você considera a incerteza embutida no local de trabalho e as mudanças que estão ocorrendo.

Como líderes, devemos equilibrar nossa intensidade e nosso desejo de atuar com atenção compassiva às necessidades de nossos funcionários. Estar mais atento ao estresse do outro e a seus pontos de tensão antes que ele afete o negócio exige que aumentemos nossa inteligência emocional.

Ouvir é uma responsabilidade de liderança que não aparece na descrição do trabalho. Aqueles que ouvem seus funcionários estão em uma posição muito melhor para liderar a força de trabalho cada vez mais diversificada e multigeracional. O modo de pensar de “uma abordagem para todos” tornou-se desatualizado e aqueles que abraçam a alta arte da escuta estão destinados a ser líderes melhores.

Afinal, como ouvir mais e melhor?

Ouvir é uma habilidade difícil de aprender. Requer que estejamos mais presentes, atentos, engajados, abertos e flexíveis. Tudo para o benefício de construir relacionamentos com outras pessoas. Isso é o que é conhecido como escuta ativa.

Banner E-book Dale Carnegie

Escuta ativa

A escuta ativa é uma maneira de ouvir e responder a outra pessoa que constrói um entendimento mútuo. Requer que você se concentre na outra pessoa com todos os seus sentidos. Quando outra pessoa estiver falando, aproveite o tempo para realmente ouvi-la, em vez de focar no que você quer dizer em resposta. Ouvir primeiro para entender o ponto de vista de outra pessoa antes de entrar, ajudará você a construir um relacionamento com ela. Se você não concorda com o que eles estão dizendo, ainda pode construir o que eles disseram em sua resposta para mostrar que você os respeita e os ouviu. A escuta ativa é uma habilidade que só pode ser aprendida e refinada por meio da interação social. Em última análise, irá melhorar todos os seus relacionamentos.

Compromisso

Ouvir mostra seu compromisso com a equipe. Isso mostra que você se importa com seu time. Que você está aberto a novas ideias e à construção de relacionamentos. Pode ajudar a construir suas habilidades de empatia. Como líder, a empatia e a escuta andam de mãos dadas. Você pode mostrar esse nível de envolvimento dando à pessoa que está falando sua atenção total; ouça suas palavras e reflita sobre elas. Às vezes você nem precisa fornecer sua opinião; apenas ouvir pode ser o suficiente. Mostrar esse nível de envolvimento não apenas ajuda você a crescer como líder, mas também gera confiança.

Mente aberta

Como líder, estando aberto a críticas, novas ideias e abordagens demonstram que você é flexível. A flexibilidade é uma habilidade importante para se ter como líder, e uma das melhores maneiras de aprender a flexibilidade é ouvir com a mente aberta. Líderes de sucesso são flexíveis, permitindo mudanças quando necessário. Eles têm uma mente aberta, gostam de ouvir outras ideias e críticas. Acima de tudo, eles amam a discussão. Na próxima vez que você se encontrar com sua equipe, comece uma discussão sobre o projeto e, com a mente aberta, ouça o que todos têm a dizer.

Ouça sem julgar a outra pessoa ou criticando mentalmente as coisas que ela lhe diz. Se o que ela diz lhe alarmar, vá em frente e se sinta alarmado, mas não diga a si mesmo. Ouça sem tirar conclusões precipitadas. Lembre-se de que o orador está usando a linguagem para representar os pensamentos e sentimentos dentro de seu cérebro. Você não sabe quais são esses pensamentos e sentimentos e a única maneira de descobrir é escutando.

Sem interrupção

Não interrompa e não imponha suas “soluções”. Quando crianças costumávamos aprender que é rude interromper. Não podemos esquecer dessa lição básica depois de adultos. Interromper envia uma variedade de mensagens negativas que podem ser interpretadas como:

  • “Eu sou mais importante do que você.”
  • “O que tenho a dizer é mais interessante, preciso ou relevante”.
  • “Eu realmente não me importo com o que você pensa.”
  • “Eu não tenho tempo para a sua opinião.”
  • “Isso não é uma conversa, é um concurso e eu vou vencer.”

Todos nós pensamos e falamos de formas diferentes. Se você é um pensador rápido e um falador ágil, o fardo está em você para relaxar seu ritmo para o comunicador mais lento e mais pensativo – ou para a pessoa que tem dificuldade em se expressar.

Ao ouvir alguém falar sobre um problema, evite sugerir soluções. A maioria de nós não quer seu conselho de qualquer maneira. Se fizermos isso, vamos pedir por isso. A maioria de nós prefere descobrir nossas próprias soluções. Em algum ponto, se você está absolutamente repleto de uma solução brilhante, pelo menos, obtenha a permissão do outro. Pergunte: “Você gostaria de ouvir minhas ideias?”

Então, você concorda que a boa escuta é uma das habilidades mais importantes de um líder? E o que você pensa sobre isso? Gostaríamos da sua opinião nos comentários.

E se você deseja se aprofundar no assunto e aprimorar suas habilidades para ouvir melhor e influenciar as pessoas, conte sempre com os treinamentos desenvolvidos pela Dale Carnegie para ajudá-lo a conquistar seus objetivos.

Faça sua inscrição antecipada aqui