Você tem um prazo iminente. No entanto, em vez de fazer o seu trabalho, você está mexendo com coisas diversas, como verificar e-mail, mídias sociais, assistir a vídeos, navegar em blogs e fóruns. Você sabe que deveria estar trabalhando, mas não sente vontade de fazer nada — esses são sintomas clássicos da procrastinação. Soa familiar? Se sim, você não está sozinho!

Estamos todos familiarizados com o fenômeno da procrastinação. Quando nós procrastinamos, desperdiçamos nosso tempo livre e adiamos tarefas importantes que deveríamos estar fazendo até que seja tarde demais.

E quando é realmente tarde demais, entramos em pânico e desejamos ter começado mais cedo. Os procrastinadores crônicos passam anos de sua vida em loop neste ciclo. Atrasar, adiar as coisas, esconder-se da pilha de tarefas que vai acumulando, encarar o trabalho apenas quando for inevitável, e depois repetir esse ciclo.

É um mau hábito que afasta e impede de alcançar maiores resultados na carreira de qualquer pessoa, por mais inteligente e talentosa que ela seja. Por isso, não deixe a procrastinação tomar conta da sua vida. Aqui, compartilhamos alguns passos para superar a procrastinação com sucesso. Confira!

1. Reconheça que você está procrastinando

Você pode estar adiando uma tarefa porque teve que priorizar novamente sua carga de trabalho. Se você está atrasando brevemente uma tarefa importante por uma boa razão, então você não está necessariamente procrastinando. No entanto, se você começar a fazer as coisas indefinidamente, ou mudar o foco porque quer evitar fazer algo, então provavelmente você está.

Você também pode estar procrastinando se estiver:

  • Preenchendo o seu dia com tarefas de baixa prioridade.
  • Deixando um item na sua lista de tarefas por um longo tempo, mesmo que seja importante.
  • Lendo e-mails várias vezes sem tomar uma decisão sobre o que fazer com eles.
  • Iniciando uma tarefa de alta prioridade e sair para fazer um café.
  • Esperando estar no “bom humor” ou esperando o “momento certo” para enfrentar uma tarefa.

2. Quebre seu trabalho em pequenos passos

Quebrar projetos com grande chance de procrastinação em etapas menores é uma técnica bem conhecida e eficaz de combate à procrastinação. Pode ser muito mais fácil começar a lidar com um projeto que você sabe que pode ser concluído rapidamente e, depois de dar alguns passos iniciais na direção certa, você pode continuar se movendo com mais facilidade e seguir até terminar. (Ao concluir cada etapa, você provavelmente se sentirá mais motivado para concluir mais.) Uma chave importante é tornar os passos curtos, concretos e definidos em sua programação.

Por exemplo, em uma situação hipotética que você estivesse escrevendo um livro (sobre como conseguir qualquer coisa na vida). Escrever livros em toda a sua escala é um projeto enorme e pode ser avassalador. No entanto, você poderia decompô-lo em fases como:

  1. Pesquisa
  2. Decidir o tópico
  3. Criar o esqueleto
  4. Elaboração do conteúdo
  5. Escrever os capítulos 1 a 10
  6. Revisão
  7. etc.

De repente, parece muito administrável, não é mesmo? O que você pode fazer, então, é focar na fase imediata e fazê-la da melhor maneira possível, sem pensar nas outras fases. Quando estiver pronto, passe para o seguinte. Pequenos passos levam a grandes ganhos!

3. Mude seu ambiente

Diferentes ambientes têm diferentes impactos em nossa produtividade. Olhe para sua mesa de trabalho e seu quarto. Eles fazem você querer trabalhar ou eles fazem você querer aconchegar e dormir? Se é o último, você deve procurar mudar o seu espaço de trabalho.

Uma coisa a notar é que um ambiente que nos fez sentir inspirado antes pode perder seu efeito após um período de tempo. Se for esse o caso, então é hora de mudar as coisas, mãos à obra!

4. Crie um cronograma detalhado com prazos específicos

Ter apenas um prazo para o seu trabalho é como um convite para procrastinar. Isso porque temos a impressão de que dispomos de tempo e continuamos empurrando tudo de volta, até que seja tarde demais.

Divida seu projeto (consultar dica nº 1 e a nº 2) e crie um cronograma geral com prazos específicos para cada pequena tarefa. Dessa forma, você sabe que tem que terminar cada tarefa até uma determinada data. Seus cronogramas devem ser robustos também – isto é, se você não terminar isso hoje, vai colocar em risco tudo o que planejou. Desta forma, você cria a urgência de agir.

As metas podem ser divididas em mensal, semanal, até as listas de tarefas diárias, e a lista é uma chamada à ação que você deve realizar até a data especificada, caso contrário seus objetivos também serão adiados.

5. Elimine seus pit-stops de procrastinação

Se você está procrastinando um pouco demais, talvez seja porque você facilita a procrastinação.

Identifique os marcadores do navegador que ocupam muito do seu tempo e coloque-os em uma pasta separada que seja menos acessível. Desative a opção de notificação automática no seu cliente de e-mail. Livre-se das distrações ao seu redor.

Algumas pessoas podem pensar em deletar ou desativar suas contas em redes sociais como solução. Isso pode ser extremo. Parar a procrastinação é mais sobre estar consciente de nossas ações do que impor restrições, mas se você entende que é o necessário, vá em frente.

6. Sair com pessoas que te inspiram a agir

Se você gastar apenas 10 minutos conversando com Bill Gates, ficará mais inspirado a agir do que se você passasse os 10 minutos sem fazer nada. As pessoas com quem estamos influenciam nossos comportamentos. É claro que passar um tempo com Bill Gates todos os dias provavelmente não é um método viável, mas o princípio se aplica.

Identifique as pessoas, amigos ou colegas que o estimulam a ser produtivo – muito provavelmente os que são obstinados e trabalhadores – e conviva com eles com mais frequência.

7. Conte aos outros sobre suas metas

Diga a todos os seus amigos, colegas, conhecidos e familiares sobre seus projetos. Pois, sempre que você vê-los, eles irão perguntar-lhe sobre o seu status nesses projetos, o que funcionará como motivador para levá-los adiante. Produtividade tem muito a ver com desejo interior de fazer e finalizar tarefas e projetos, mas estímulos externos positivos não atrapalham ninguém. E ter um bom amigo com quem conversamos regularmente sobre nossos objetivos e os progressos feitos será sempre um bom estímulo.

8. Agarre-se ao objetivo

No final, tudo se resume a agir. Você pode fazer todo a estratégia, planejamento e métodos, mas se não agir, nada vai acontecer. Construir o momento é crucial quando você começa. Portanto, comprometa-se a sair da sua zona de conforto pelo menos uma vez por dia. Começando hoje.

A procrastinação é o mesmo que ser preguiçoso?

Não! A procrastinação é muitas vezes confundida com a preguiça, mas são muito diferentes.

A procrastinação é um processo ativo – você escolhe fazer outra coisa em vez da tarefa que sabe que deveria estar fazendo. Em contraste, a preguiça sugere apatia, inatividade e falta de vontade de agir.

A procrastinação geralmente envolve ignorar uma tarefa desagradável, mas provavelmente mais importante, em favor de uma que seja mais agradável ou mais fácil.

Mas ceder a esse impulso pode ter sérias consequências. Por exemplo, mesmo pequenos episódios de procrastinação podem nos fazer sentir culpados ou envergonhados. Isso pode levar a uma redução de produtividade e nos fazer perder o alcance de nossos objetivos.

Então, quais dicas funcionam melhor para você? Você tem sua própria dica pessoal para superar a procrastinação? Por favor, compartilhe nos comentários.

E, seja o que for que você esteja procrastinando, se quiser fazê-lo, precisa se concentrar e agir. Lembre-se sempre do que disse Dale Carnegie: “A melhor maneira de nos prepararmos para o futuro é concentrar toda a imaginação e entusiasmo na execução perfeita do trabalho de hoje.” E se você deseja aprimorar sua produtividade e da sua equipe, conte com a Dale Carnegie!

Banner E-book Dale Carnegie