Embora seja um conceito muito mais discutido hoje em dia, ainda mais com a recém-chegada geração Z no mercado de trabalho, a liderança já é estudada há algum tempo. Vários teóricos da administração já escreveram sobre o assunto, dando atenção também a definir cada tipo de líder que pode ser encontrado nas organizações.

Mesmo que exista um conceito de liderança, cada tipo de líder tem características próprias. E mesmo que sejam “divididos” em grupos, todos os líderes têm histórias, valores e particularidades e isso se imprime no seu estilo de liderar. Assim como é preciso respeitar as particularidades de todos na equipe, o líder também precisa se conhecer e entender, acima de tudo, as suas limitações.

No artigo de hoje, vamos falar sobre os estilos de liderança mais marcantes e, ao final, você vai conseguir responder à pergunta que o trouxe até aqui: que tipo de líder você é? Acompanhe.

7 estilos de liderar: que tipo de líder você é?

Como falamos acima, algumas teorias sobre liderança já foram desenvolvidas nas últimas décadas. A primeira delas, a Teoria dos Traços, considerava que a liderança era uma espécie de “dom” e que apenas aqueles poucos que nasceram com as características certas seriam capazes de engajar uma equipe. Esse pensamento dominou até o início da década de 40, quando uma nova abordagem surgiu para inserir os elementos situacionais como determinantes para a liderança.

Ao longo do tempo, novos estudos, conceitos e abordagens foram desenvolvidos a fim de estabelecer os estilos de liderança. Importante ressaltar que houve uma evolução das teorias, uma aperfeiçoando a outra, não descartando completamente a antecessora. Mesmo com seu conceito universalista, a Teoria dos Traços, por exemplo, trouxe contribuições importantes para as que a sucederam. Foi a partir dela que se tornou possível identificar características importantes no perfil de um líder.

Atualmente, alguns tipos de líderes são bastante comuns. Embora as características pessoais tenham impacto no seu jeito de conduzir a equipe, particularidades fortes na figura do líder demonstram mais afinidade a determinado tipo. Veja agora os que mais se destacam.

Líder direcionador

Com ele, “alta performance” é a regra. Entregar os resultados, custe o que custar, é a sua meta e isso se estende à sua equipe. Como o nome diz, ele direciona. Ou seja, determina um ponto de partida e conduz os colaboradores a como entregar o que foi proposto.

É ativo, chama para si a responsabilidade, mas dá pouca margem para negociação. Como dito acima, ele orienta, a equipe segue.

Embora não dê para reclamar dos resultados obtidos pelos seus liderados ou setor, o clima organizacional sofre com falta de flexibilidade e pouca escuta do líder. Pior: como esse tipo de líder costuma premiar os bons resultados e punir os insatisfatórios, um ambiente de constante ameaça é instaurado.

Líder liberal

O estilo de liderança liberal tem a confiança nos liderados como alicerce. O líder prefere dar o exemplo uma única vez e se atentar à postura do liderado. Deixar a equipe trabalhar sem interferência é um preceito importante para esse tipo de líder. Este modo de liderança, quando não bem equilibrado, pode correr o risco de cair na armadilha de “delargar” no lugar de delegar as tarefas.

O líder liberal é apto a lidar com a nova geração, que vê no exercício da liberdade uma forma de expressar a criatividade e é avessa à produtividade que apenas segue ordens.

Banner E-book Dale Carnegie

Esse tipo de líder costuma apresentar bons resultados quando atua com uma equipe já madura e que tem boas noções de autogerenciamento. Caso contrário, corre o risco de se tornar negligente e distante.

Líder instrutor

Esse tipo de líder conhece bem cada um dos seus liderados, suas habilidades e limitações. Para ele, desenvolver pessoas é a primeira função da liderança, por isso, a empatia é uma das suas características mais marcantes.

Há de se ter cuidado para não adotar uma atitude paternalista e também é necessário assumir riscos a curto prazo. Nem sempre o colaborador está disposto à orientação, a aprender, portanto, é necessário saber até onde vai o papel do líder, que deve ser orientar, capacitar e dar suporte à equipe.

Líder democrático

Ao contrário do direcionador, o líder democrático valoriza a contribuição dos colaboradores e considera suas opiniões na tomada de decisão. Para ele, “a voz do grupo é a voz de Deus”. Esse tipo de líder costuma contribuir para um clima organizacional onde todos se sintam inseridos e respeitados enquanto profissionais.

Se você é esse tipo de líder, fica apenas um conselho: o excesso de ideias e a falta de ação enérgica podem afetar os resultados. Por vezes, a decisão cabe ao líder e apenas a ele.

Todos os tipos de líderes que listamos acima, como você pôde perceber, têm seus aspectos negativos e positivos. Entretanto, a busca constante por aperfeiçoamento deve ser o ponto fundamental de todos eles, não importa qual tipo de líder você é.

Uma das contribuições mais significativas da Teoria dos Traços foi mostrar que não existem habilidades inatas, mas características que são comuns a líderes de sucesso. Portanto, conhecer os pontos essenciais que o tornam mais apto a desenvolver a liderança é imprescindível. Assim, como saber qual o tipo de líder em que você mais se encaixa.

Olhar para as definições descritas acima com autocrítica e vontade de se tornar um líder inspirador, sem dúvidas, irá potencializar a sua busca. Muito se fala a respeito do líder conhecer como a palma da mão cada um dos seus liderados, mas é preciso ressaltar que é fundamental que o líder também mergulhe no autoconhecimento e conheça suas limitações como ninguém.

E aí, conseguiu identificar que tipo de líder você é? Deixe um comentário contando onde você mais se encaixa e, se quiser saber mais sobre como aperfeiçoar o seu estilo de liderança, mande uma mensagem para a equipe da Dale Carnegie!

Faça sua inscrição antecipada aqui