Ocupar posições de liderança é desafiador para todos que alcançam esse patamar. Junto às novas funções, responsabilidades antes impensadas começam a fazer parte do dia a dia. Conseguir gerir pessoas, manter a equipe engajada, lidar com as pressões por resultados e ter a ciência de que está servindo de exemplo para os outros, sem dúvidas, são situações que podem deixar muitos profissionais inseguros. Mas, é preciso vencer esses obstáculos e enfrentar o medo como um líder.

Muitos se enganam ao pensar nos líderes como figuras heroicas, imbatíveis e inabaláveis. A verdade é que, assim como qualquer membro da equipe, o líder também tem inseguranças e enfrenta situações onde o medo pode aflorar. A diferença está justamente na palavra usada anteriormente: enfrentar.

Um verdadeiro líder entende que o medo é inevitável, por isso, não tenta vencê-lo. Ele o encara, pois sabe que deixar-se dominar pode comprometer o desempenho da equipe.

Entretanto, ter ciência do medo nem sempre é suficiente para superá-lo. Foi pensando nisso que elaboramos este artigo, onde você encontra dicas que podem ajudá-lo a enfrentar o medo como um líder e mudar sua visão sobre esse sentimento.

Aprenda a enfrentar o medo como um líder

Há quem diga que a coragem é a ausência do medo. Ledo engano! A coragem nada mais é que seguir adiante apesar dele. Essa é uma característica que também ajuda a diferenciar verdadeiros líderes de chefes convencionais. Enquanto o líder é voltado para encontrar soluções, o chefe é voltado para encontrar culpados.

Abaixo, separamos algumas dicas de como enfrentar o medo como um líder. Acompanhe.

Seja analítico

No livro “Como evitar preocupações e começar a viver”, do escritor Dale Carnegie, todo um capítulo é dedicado a ajudar as pessoas a enfrentarem seus medos. Ele traz uma fórmula que deve ser levada com você todos os dias, diante de qualquer situação que possa causar insegurança ou medo.

“A resposta é que devemos estar preparados para enfrentar qualquer espécie de preocupação, aprendendo os três passos básicos para a solução do problema. Esses passos são: 

1. Reúna todos os fatos.
2. Analise-os.
3. Tome uma decisão — e, depois, aja de acordo com a decisão tomada.”

O medo pode fazer com que os problemas pareçam maiores do que realmente são. É por isso que você deve sempre pensar nos fatos concretos, reunindo o que lhe desperta esse sentimento. Como completa Carnegie, “a menos que tenhamos consciência deles, não podemos nem sequer tentar resolver o nosso problema inteligentemente. Sem os fatos,
tudo o que podemos fazer é andar agitados, confusos, de um lado para outro”.

Após reunir os fatos, de maneira imparcial, é hora de analisá-los. Veja o que você pode fazer para mudar o cenário. Foque-se naquilo que você pode fazer, no que está sob seu controle. Então, decida como agir e coloque em prática. Lembre-se: análise sem ação não produz resultados.

Banner E-book Dale Carnegie

Reconheça seus medos

Reconhecer a insegurança que sentimos diante das situações facilita o processo de análise. Praticar esse reconhecimento junto à equipe, pode ser ainda mais valioso, visto que é uma oportunidade de mostrar às pessoas que contribuem conosco como reagir diante de situações desafiadoras. Além de servir como exemplo de humildade. O medo é inevitável, reconhecê-lo e saber lidar com ele de modo sereno, é uma escolha.

Exercite sua inteligência emocional

Estar tecnicamente preparado para exercer uma função de liderança não significa que há segurança para tal. Isso é perfeitamente normal, afinal, como falamos no início, novas funções e muitas outras responsabilidades agora fazem parte da rotina. A inteligência emocional é fundamental para quem ocupa posições de destaque, como os líderes de equipes.

Ao desenvolvê-la, você se conhece melhor e entende a raiz dos seus medos. E, como já vimos neste artigo, só é possível vencer seus temores quando você sabe quais são. Sem saber qual é o “inimigo” a ser combatido, não há como selecionar as melhores armas para enfrentá-lo.

Se você quiser saber mais sobre o que é inteligência emocional e o motivo dela ser tão importante para quem lidera equipes, recomendamos a leitura do artigo A importância da inteligência emocional na liderança.

Imagine o pior cenário

Não parece um bom conselho, certo? Mas, essa dica é extremamente útil na hora de enfrentar o medo como um líder. Ao se deparar com alguma dificuldade ou situação que desperte esse sentimento, siga esses passos descritos por Dale Carnegie:

  1.  pergunte-se, honestamente, o que de pior pode acontecer nessa situação;
  2.  prepare-se para aceitar o cenário mais temeroso;
  3.  partindo disso, trace uma estratégia para melhorar essa situação.

Normalmente, ao se perguntar o que de pior pode acontecer, já é possível dar a dimensão certa para o problema, evitando, assim, que o medo cresça. Mas, se mesmo assim ele persistir e o pior cenário se mostrar possível, é inteligente antever as atitudes que você pode tomar.

Nem sempre enfrentar o medo quer dizer que você será bem-sucedido na decisão que tomar e é preciso entender que fracassar faz parte de qualquer jornada. Então, se existe uma real possibilidade disso acontecer, não fique inerte: aja para mudar!

A prática das dicas deste artigo pode ser desafiadora. Sendo assim, permita-se exercer a autoavaliação, sempre buscando sua melhor versão diante dos desafios e tomadas de decisão. Agindo assim, você poderá encontrar um patamar de liderança no qual o medo não mais o paralisa e sim o propulsiona para as realizações!

Então, está pronto para mudar sua atitude e enfrentar o medo como um líder de sucesso? Se você ficou com alguma dúvida ou quer conversar melhor sobre o seu desenvolvimento profissional, entre em contato conosco!

Faça sua inscrição antecipada aqui